Daniel Muñoz

Ele começou sua carreira artística no início dos anos noventa pintando nas paredes de sua cidade natal. Depois de vários anos como artista autodidata, focado exclusivamente na pintura mural, em 2000 mudou-se para Madri para iniciar seus estudos na Faculdade de Belas Artes da Universidade Complutense. Durante seus primeiros anos na capital, ele fez suas primeiras exposições e intervenções murais em muitas cidades da Espanha e da Europa.

A partir de então, uma evolução plástica ocorre em seu trabalho e ele estabelece o desenho como ferramenta básica de sua linguagem.

Desde a sua criação, o seu trabalho tem sido marcadamente figurativo porque começou a desenvolver usando exclusivamente o espaço público como suporte: tornando as suas mensagens reconhecíveis para o maior número possível de pessoas; sem discriminação sociocultural.

Sua linguagem é formada por símbolos e códigos que provocam uma leitura cuidadosa, entre a narrativa da pintura clássica e os discursos sociológicos da arte contemporânea. Todas as suas obras nos forçam a cair em interpretações diversas e confusas, apesar de narrar fatos cotidianos e anedotas, com base nos tópicos mais mundanos.

Nos últimos anos, realizou inúmeras exposições e intervenções no espaço público em vários países da Europa, América do Norte, América do Sul, Ásia e Oriente Médio. Inclua alguns espaços de exposição, como Galeria Luis Adelantado (Valencia), Museu BACC (Bangkok), CEART (Fuenlabrada) ou o National Art Gallery Amman (Jordânia).

Seu trabalho foi publicado em vários livros e publicações de prestígio artístico..