Marcelo do Sol

Marcelo Santiago 48, Cearense de nascença.

Se diz artista visual, pensa que é cenógrafo, acusam no de design, de escultor e professor.

Enquanto vagava por Santa Tereza, cursou a Escola de Artes Visuais Parque Lage no Jardim Botânico – RJ. E esteve também no MAM-RJ. Durante este período, estava ralando e também aprendendo na Galeria Thomas Cohn – Arte Contemporânea, com o próprio ou com alguns frequentadores, Frans Kragecber, Hilton Berredo, Sued, Daniel Senize, Guilhermo Kuichica e mais alguns mestres.

Em Fortaleza perambulou no curso de Filosofia da UECE. Viram no também no Curso de Estilismo e Moda na UFC-Ce.

Instigado a criar e executar cenários e figurinos para dança por Dora Andrade (EDISCA) Cia, Vera passos. Pano de Boca. Cláudia e Michele Borges. Conservatório de Dança Denise Galvão. No teatro fez Batuca o Bode com Nely Franklin . Cia Munganga em Amsterdã na Holanda e em Alagoas. Grupo Garis e grande o Oswald Barroso.

Quando lhe pediram, desenvolveu objetos, esculturas e mobiliários exclusivos com matérias diversos, em projetos arquitetura e de interiores, para profissionais como: Racine Mourão, Ione Fiuza, Marcos Novais, Hermínia Lopes, Eliana Braga, Rosalinda Pinheiro, Cristiane Selton, IMAGIC, CRETORE entre outros.

Elabora e consegue executar acreditem, projetos de cenografia e figurinos p/ companhias de dança, teatro e vídeo. Projetando também museografia para exposições, ambientação comercial, cenário e figurinos para VT’s publicitários. Tudo isso quando lhe pedem, ficando muito feliz quando lhe pagam.

Atualmente, também o deixam ser professor de cenografia e cenotécnica no Porto Iracema das Artes. E é pai do Ângelo de 5 meses (que com toda modéstia, é uma obra prima)..