Sun

Sun faz intervenções na rua desde 2016, abordando a poética do universo feminino através de lambe-lambe e graffiti para ocupar os espaços urbanos. Pois é nesse lugar que ela existe e resiste, fazendo da arte o veículo de transformação de si mesma e da paisagem urbana, tendo a rua como cenário empoderador dos diálogos entre/sobre as mulheres.